Coloridinhas

             

28 outubro 2014

Paulina, meu maravilhoso deck de tarot

No 6 on 6 de julho deste ano, postei fotos do meu deck de tarot e algumas pessoas ficaram curiosas para ver mais fotos dele, outras pra falar sobre o assunto e algumas até puxaram papo no facebook! Achei super legal! :)

Hoje vim aqui falar um pouquinho mais.
Eu sempre me interessei muito por ocultismo e paganismo, apesar de não me dedicar tanto ao estudo. Não é uma questão de crença ou religião. Simplesmente me interesso pelo assunto e hoje em dia, leio sobre isso sem me preocupar em questionar a todo momento sobre a veracidade do que está escrito.
O meu caso com tarot é bem parecido. Há muito tempo gostava de olhar para as cartas, mesmo sem ter a menor ideia de como se dava o processo todo de tiragem delas. Gostava dos nomes, dos desenhos de muitos decks temáticos, mas nunca me interessei o suficiente pra estudar ou procurar saber mais.

Até que no meio do ano, li o livro "O Circo da Noite", da Erin Mongestern. Não sei dizer até hoje se gostei ou não do livro. Mas, o fato é que nele tem uma personagem que tira tarot, e a todo momento que aparecia uma cena com ela, meus olhinhos brilhavam. A vontade de entender melhor do assunto cresceu. Fui até uma loja daqui de Brasília e conversei com o consultor de tarot de lá. Eu queria entender o motivo de haver tantos baralhos diferentes e entender o que havia em comum ou não, para escolher o meu. Porque o famoso tarot de marselha não me era muito atraente, de forma que não queria me contentar em aprender com ele.

O consultor me explicou que os baralhos são divididos em arcanos maiores e arcanos menores. Os arcanos maiores têm sempre o mesmo nome. E os menores têm os nomes das nossas cartas de baralho comum, e alguns têm diferenças nos componentes da família real. Por exemplo, no meu deck tem pajéns (que seriam os valetes), e outros baralhos possuem cavaleiros, ou outras figuras além do rei e da rainha.
Mas, o que diferencia mesmo um baralho do outro é a interpretação que o criador do baralho deu para aquelas carta e os elementos de que constituem os desenhos. As cartas têm quase sempre o mesmo teor, mas diferenciam-se umas das outras nos detalhes que fazem toda a diferença na interpretação. Inclusive, é importante que o dono do baralho se identifique com os desenhos para que a leitura seja mais acertada.

Para quem quer entender o princípio do tarot, é o seguinte: não se trata essencialmente de uma prática transcendental e mística. Muitas pessoas envolvem o ato de tirar cartas em uma série de rituais. Tudo bem ser assim, já que faz sentido para ela. Mas, os que quiserem utilizar as cartas de outras formas também podem, já que o tarot no começo de tudo, era uma forma de pensar os acontecimentos da vida, o passado, presente e o futuro, de forma lúdica, apenas.

Quem acredita no "poder das cartas" acredita que acontece uma sincronicidade olar, estudantes de Jung entre a vivência da pessoa que escolhe as cartas e as cartas escolhidas em si. E por causa disso aconteceriam as "coincidências" na tiragem. Eu não acredito nem desacredito nessa teoria.
Para mim, o tarot é como uma brincadeira bastante produtiva. Não acredito em um poder de ler o futuro. Inclusive, alguns estudiosos do tarot dizem que se alguém ler o futuro nas cartas, está mentindo. Não tomo partido de nenhum dos lados, apenas sigo da minha forma de pensar a coisa.

Independente de ler o futuro, de as cartas serem escolhidas de acordo com uma sincronicidade ou de aleatoriedade, as cartas são escolhidas e possuem uma interpretação. E a partir disso, posso pensar a minha questão ou situação a partir de um prisma que talvez não me ocorresse pensar se não fosse aquela brincadeira. É assim que penso e sempre me divirto tentando fazer a interpretação das cartas.
Minha forma de tiragem preferida é o da cruz celta, representada na foto acima. São 10 cartas que se relacionam e sempre me oferecem possibilidades enormes de interpretação!

Para quem entende da coisa: essa tiragem acima foi feita pensando na minha situação atual relacionada a atividade profissional e as cartas, na ordem, são: Oito de espadas; cindo de ouros; seis de paus; sete de copas; O Eremita; Rainha de paus; A Justiça; Julgamento; nove de espadas; e A Estrela. Sintam-se livres para fazer interpretações! hahaha :)

Sou completamente apaixonada pelas ilustrações desse deck e pelo trabalho maravilhoso que a Paulina fez!

E aí? Vocês já conhecem alguma coisa sobre tarot? Também brincam com as cartas? Me contem! Adoro conversar sobre isso!

23 comentários:

  1. Adoro o trabalho da Paulina, tenho o livro "Conversando com as Fadas" e a pegada é semelhante a do tarot, além das lindas aquarelas *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossaaaaa... fui pesquisar sobre ele! Muito lindoooo! Gostei demais! ^^
      ;**

      Excluir
  2. Seu tarot é muito lindo *___*
    Lembro que minha mãe tinha um quando eu era criança e eu adorava ficar olhando as figuras nas cartas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o máximoooo né? Cada pedacinho da figura tem um desenho com significado diferente! :D

      Excluir
  3. Eu acho tão legal e quero aprender, quando eu era mais nova lia mais sobre ocultismo e paganismo mas acabei deixando de lado. Estou voltando a ler agora e quero aprender tarot também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stephanieeee... vê esse site aqui ó: http://www.clubedotaro.com.br/

      Excluir
  4. Também sou fascinada por paganismo e ocultismo. Esse "baralho" é lindo! Queria aprender mais, acho tão surrealista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hilza, tem um site super bacana com vários artigos legais sobre tarô!
      Aqui ó: http://www.clubedotaro.com.br/

      ;**

      Excluir
  5. Nossa, que baralho maravilhoso! Os desenhos são tão detalhistas!
    Eu sempre gostei de paganismo e coisas misticas, mas assim como você, eu nunca cheguei a me aprofundar muito... Mas sempre que encontro algo fico vidrada! Deve ser por isso que eu gosto de musicas góticas e celtas, elas me levam pra esse mundo HAHA Adoro muito
    Eu lembro quando era criança e tinha um monte de pedras de energia tipo agata e onix, e vivia utilizando elas no meu dia a dia, simplesmente por diversão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haaaa... eu também brincava muitoooo com essas coisas! Hahahaha
      Fazia poções inventadas e tudo, usava as forças da natureza e queria muitooo acreditar que dava certo! Hahaha

      Você já ouviu "Luar na Lubre"? É maravilhoso! :D

      Excluir
  6. Eu acho todo esse imaginário do tarot o maior barato (mas confesso que sou super cética e não acredito em previsões etc). Acho bacana você utilizar o tarot como um meio de auto-análise, para interpretar (da sua maneira) alguns aspectos da vida. E as ilustrações... ah, as ilustrações... morro de amores! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois ééééé... pra mim também é muito isso. A linguagem simbólica é o máximo!
      E assim como você, não acredito em previsões! :D

      Ilustrações são lindas! ^^

      ;*

      Excluir
  7. Que coisa mais linda esse deck! :OOOOOO
    Adoro Tarô, minha avó lê sempre pra mim. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legaaaal! Me empresta sua avó? Hahahaha
      ;*

      Excluir
  8. Belos trabalhos!

    http://nattypoupee.blogspot.com
    http://nattwonderland.blogspot.com
    http://enelimm.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi Bianca, conheci você em um vídeo que você fez pra Eduk, me identifico muito com suas inspirações, coincidência ou não...=D moro em Brasília tbm, gostaria muito de saber qual foi a loja que você comprou as cartas, amo misticismo, acho incrível e achei lindo esse seu tarô...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bárbaraaa!
      Poxa, que legal saber!! Vi que seu blog é bem novinho, né? Cheio de coisas em crochê! Vamos marcar uma tarde de amigurumis! Hahaha :)

      Então... as cartas eu comprei no site da Livraria Cultura e pedi para eles entregarem na loja, que aí não cobram frete! :)
      Foi o deck de que mais gostei e por incrível que pareça, um dos mais baratos também!

      Uma loja que tem váááááários é a Rosa Mística, na 405 norte! O ruim é que são todos muitíssimo caros. :/

      Beijoooooo
      ;**

      Excluir
    2. Sim sim, bem novinho, decidi faze-lo quando conheci você e uma artesã Inglesa do blog CHERRY HEART, é muita fofura, tomei coragem e estou tentando, e claro, assim que você puder e tiver um tempo livre podemos marcar uma tarde sim, e obrigada pela dica. bjoss! <3 <3

      Excluir
  10. Que lindo!!!! Nossa, eu tinha um que eu amava tanto... Mas me desfiz qdo vim pro Canada... Agora quase nao lembro mais nada sobre.. :-/

    ResponderExcluir
  11. Eu comprei um livro de introdução ao tarot e vieram as cartas junto no meio desse ano. Aliás, um pouco depois, mas ainda não tive tempo de pegar bem pra ir confortável. Eu adorei conhecer um pouco mais da tua história, baralho e interesse por isso. Acho que tanto aí como aqui tem bastante áreas pra arquitetos, ahahaha

    <a href="http;//www.paleseptember.com</a>

    ResponderExcluir
  12. meninas onde encontro esse tarô para comprar,minha filha esta louca por ele.bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comprei o meu na Livraria Cultura! Encomendei no site e busquei na loja! :)

      Excluir

Hey!
Obrigada pelo comentário!

Tenho sempre o maior prazer de compartilhar informações, idéias.. você é sempre bem vindo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...